Shutterstock 164023496

Conheça a cidade de Sydney

A cidade mais antiga da Austrália é também a mais famosa, a mais rica, a mais povoada e uma das mais bonitas. Sydney está localizada na costa do estado de New South Wales, onde é banhada por 35 praias e baías, além de ser quase toda cercada por parques nacionais e bosques intactos. As belezas naturais aliadas ao fato de ser o principal centro financeiro, político e cultural do país, fazem de Sydney uma das poucas cidades que consegue conciliar desenvolvimento urbano com preservação ambiental.

Sydney também tem ótimos museus e galerias de arte que exibem a história social da Austrália, comparando o antigo e o atual estilo de vida dos moradores. Destaque para a Art Gallery of NSW e o Museum of Contemporary Art. Há ainda uma série de casas históricas restauradas que relembram a época colonial. A arquitetura clássica em contraste com os prédios modernos e cheios de detalhes dá um charme a mais à cidade.

Sydney é considerada uma das cidades mais multiculturais do mundo, pois cerca de 30% dos seus moradores nasceram em outros países. Aproximadamente 4,5% deles são do Reino Unido, 2,3% da China e 2,1% da Nova Zelândia. Além disso, Sydney é o maior destino turístico da Austrália, atraindo, anualmente, mais de quatro milhões de turistas de todas as partes do mundo, que procuram uma cidade viva, energética e cosmopolita.

Atrações turísticas:

Australian Museum: O mais antigo museu na Austrália (1827), com reputação internacional nos domínios da história natural e antropologia, possui coleções de vertebrados e invertebrados, assim como de mineralogia e paleontologia. Além de exposições, o museu também está envolvido em estudos de investigações indígenas e programas comunitários.

Bondi Beach: A praia mais famosa e badalada da Austrália está localizada ao sul de Sydney. Embora sua beleza natural não seja tão impressionante como a de outras praias próximas, Bondi beach, com cerca de um quilômetro de comprimento, tem inúmeros cafés, restaurantes, bares, clubes e hotéis localizados próximos à orla da praia, que justificam a fama na Austrália e no mundo. Partindo de Bondi, há um caminho deslumbrante através da costa para ser feito a pé que leva às praias deTamarama, Bronte, Clovelly e Coogee.

Botanic Garden: O Jardim Botânico Real de Edimburgo foi fundado em 1670 como um herbário, e no século XX adquiriu três jardins: Benmore montanhosa em Argyll, Dawyck nas colinas arborizadas deScottish Borders e Logan no Golfo Stream. O atual Botanic Garden ostenta uma das maiores coleções de plantas vivas do mundo, e é um centro de renome mundial para a ciência. Os moradores de Sydney se orgulham de ter um museu vivo, enfeitado por inúmeras fontes, estátuas e monumentos.

Darling Harbour: Depois de abrigar um polo comercial durante anos, uma área de 540 mil m² foi reurbanizada e passou a oferecer opções de lazer com shoppings, restaurantes, lojas, bares e boates. Em Darling Harbour, um lindo porto banhado de sol, há sempre algo acontecendo como festivais, feiras e exposições. Outras opções são visitar o cinema IMAX, que exibe filmes em 3D na maior tela do mundo, relaxar no Jardim Chinês da Amizade, ou explorar o Australian National Maritime Museum.

Harbour Bridge: Este famoso cartão postal atravessa a Baía de Sydney e proporciona uma visão panorâmica da cidade. A obra foi concluída em 1932, depois de mais de 8 anos de construção, e tem 503 metros de comprimento e pesa 39.000 toneladas. O ponto mais alto do arco está 134 metros acima do nível do mar. A Harbour Bridge, que pode ser considerada uma das pontes mais bonitas do mundo, compõe, junto com a Opera House, um cenário que faz de Sydney uma das cidades mais bonitas no mundo.

Manly Beach: Ao norte de Sydney está localizada a estância balneária que atrai milhares de brasileiros: Manly, um dos destinos mais populares de NSW à beira-mar. Cheia de atrações e atividades estimulantes, tais como canoagem, natação, tênis, golfe, vôlei de praia, patins, parapente, mergulho, pesca, além de passeios paisagísticos e históricos, Manly é uma pequena cidade com ótima infraestrutura.

shutterstock_305240174

Opera House: Construída entre 1959 e 1973, a Opera House é uma das atrações turísticas mais famosas e fotografadas do mundo por causa da maravilhosa vista da Baía de Sydney e da forma incomum do telhado – com arquitetura inspirada nas velas de um barco. O prédio tem cerca de mil divisões, incluindo cinco teatros, cinco estúdios de ensaio, dois auditórios, quatro restaurantes, seis bares, além de várias lojas. O maior auditório, conhecido como Concert Hall, tem capacidade para 2.690 espectadores sentados. Na programação, que vai do popular ao erudito, há também espaço para grandes nomes da música brasileira como Marisa Monte e Gilberto Gil.

Paddy’s Markets: Este é o mercado mais antigo e famoso de Sydney, e oferece produtos variados como legumes, frutas, roupas, CDs, flores, óculos, jóias – e é o lugar ideal para quem quer comprar lembrancinhas australianas de qualidade e com preço baixo. Em dois locais Haymarket e Flemington.

Sydney Aquarium: Com mais de 12 mil animais, de aproximadamente 650 espécies diferentes, incluindo ornitorrincos, focas, pinguins e crocodilos, este é um dos aquários mais atraentes e completos do mundo. O Sydney Aquarium é dividido em diferentes seções de acordo com o habitat natural dos animais. A principal atração é o “piso do oceano”, um túnel de vidro de 165 metros sob a água, onde o visitante pode ver grandes tubarões, raias e tartarugas marinhas a partir de um ângulo de visão extraordinária.

Sydney Tower: A torre inaugurada em 1981, possui 305 metros de altura e é a 38ª mais alta do mundo. Na sua base pode-se fazer uma visita virtual pela Austrália através do Oz Trek, uma atração multimídia. Há também dois restaurantes no topo que gira lentamente. Para quem quer ainda mais emoção, a dica é se aventurar no lado de fora da torre em um passeio chamado Skywalk. Conectado a um cabo, você pode andar em um chão de vidro e ver as ruas e as pessoas debaixo de seus pés. ASydney Tower fica sobre um Shopping Center e escritórios, no coração da cidade.

The Rocks: Esta é a parte mais antiga de Sydney e foi vital para o progresso da cidade. Atualmente, a região é rica em histórias do período colonial e famosa por suas ruas estreitas em pedra, com os clássicos cafés, restaurantes e pubs. Há também sempre bandas tocando nos bares durante a semana. Já os tradicionais mercados de Rocks são realizados durante os finais de semana.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *